Nea

IETwitterYoutube Facebook

Qui03122020

Instituto de Economia recebe o seminário Mudanças Climáticas, Gestão de Riscos e Seguro Rural na Agricultura Brasileira

Seminario 09.2017.2png Foto Site 2 Foto Site 1

No dia 18 de setembro aconteceu no auditório Zeferino Vaz, Instituto de Economia (IE) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), o seminário “Mudanças Climáticas, Gestão de Riscos e Seguro Rural na Agricultura Brasileira”. O evento foi organizado pela Escola Nacional de Seguros (Funenseg) e pelo Núcleo de Economia Agrícola e do Meio Ambiente (NEA), do IE-UNICAMP. Estavam presentes profissionais do setor público e privado e estudantes de diversas universidades e centros de pesquisa brasileiros..

A primeira mesa teve como tema “Riscos, Gestão Integrada e Desenvolvimento Sustentável da Agricultura” e contou com a participação de Cláudio Contador, Diretor da Escola Superior Nacional de Seguros, e do Pesquisador da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia da Embrapa, Pedro Abel Vieira. Foi dada  uma  visão geral dos riscos que ameaçam a sustentabilidade da produção agropecuária, desde as instabilidades nos mercados, riscos institucionais e climáticos, incluindo o processo de mudanças climáticas.

Após, foi dado início ao debate na mesa com o tema “Riscos e Seguro Rural na Agricultura Brasileira”, coordenada pelo professor Antônio Márcio Buainain, do Instituto de Economia da Unicamp. Foram discutidos os desafios que se apresentam para a consolidação do seguro rural como mecanismo eficaz de gestão de risco no contexto e cenários previsíveis para a economia brasileira, notadamente a restrição fiscal que reduz a expectativa de expansão do programa de subvenção ao prêmio do seguro rural. Também foram abordadas as relações entre o seguro e os mecanismos de gestão de risco disponibilizados pelo mercado. Cada palestrante teve oportunidade de explicitar os desafios e iniciativas do ponto de vista dos principais atores envolvidos, quais sejam os agricultores, a indústria de seguros, bolsa de mercadorias e o governo federal.

No período da tarde, o painel “Mudanças Climáticas e Riscos Econômicos para a Agricultura”, coordenada pelo professor Ademar Romeiro, do Instituto de Economia da Unicamp, contou com as participações de Jennifer Burney, professora da Universidade de San Diego na Califórnia, e de Eduardo Assad, pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. O objetivo foi apresentar um cenário das ameaças representadas pelas mudanças climáticas para a economia como um todo e para a agricultura brasileira.

Em seguida, iniciaram-se as palestras com a temática “Gestão de Risco na Agricultura: Tecnologia, Informação e Planejamento”, coordenada pelo professor do Instituto de Economia da Unicamp, Alexandre Gori.  As apresentações tiveram como intuito discutir assuntos relacionados a tecnologias para mitigação de risco agropecuário, com ênfase nos pequenos produtores que em geral não tem acesso ao seguro, bem como comentar sobre a utilização da bigdata como instrumento de gestão de risco, com reflexos relevantes para a indústria do seguro e a importância do zoneamento como instrumento de gestão de risco, que também tem influência sobre o seguro. Os palestrantes convidados para participar desta mesa foram o coordenador do projeto Adapta Sertão, Daniele Cesano, a chefe geral da Empraba Informática Agropecuária, Silvia Maria F. S. Massruhá e o coordenador geral do departamento de Risco Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Hugo Borges.

Confira algumas apresentações disponíveis no link:

http://cpes.org/acervo/apresentacoes-seminario-mudancas-climaticas-gestao-de-riscos-e-seguro-rural-na-agricultura-brasileira/