Sessões acontecem de 7 a 23 de novembro

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, maior festival de cinema com essa temática no Brasil, volta à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) no dia 7 de novembro, dando continuidade ao projeto iniciado em 2016 e que inspirou a criação de uma nova disciplina na instituição. Até o dia 23/11, a cidade universitária recebe, em dois locais de exibição, sessões de filmes e debates com docentes e pesquisadores, numa programação gratuita, aberta para estudantes, funcionários e público geral.







O desenvolvimento da China e sua rápida ascensão no cenário global é um fenômeno que vem exercendo impacto em várias esferas da vida social e econômica, exigindo um esforço de compreensão e interpretação em várias áreas de conhecimento.







Na próxima quinta-feira (19/10), das 9h às 13h, o NEA realizará no Auditório Zeferino Vaz do Instituto de Economia da Unicamp o seminário “The use and role of big data for enhancing agri-food chains and public policy”.
O evento contará com a participação de docentes do Instituto de Economia da Unicamp, além dos professores da Kansas State University, Aleksan Shanoyan e Marcellus Caldas, e dos pesquisadores da Embrapa Monitoramento Satélite, Evaristo de Miranda e Carlos Alberto de Carvalho.
Mais informações no site do Núcleo de Economia Agrícola e do Meio Ambiente (NEA).







O Curso é voltado, principalmente, para dirigentes sindicais, profissionais de nível superior que atuam no campo do trabalho, em particular com relações de emprego e sindicalismo, tais como: técnicos, pesquisadores e assessores de entidades públicas e privadas, inclusive sindicatos patronais e laborais, órgãos de Governo (Justiça do Trabalho, Delegacias Regionais do Trabalho, Secretarias Estaduais ou Municipais, entre outros).







O Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho (Cesit) através do seu Grupo de Trabalho (GT) Reforma Trabalhista promove o encontro “As reformas trabalhistas da Argentina do governo de Macri em perspectiva histórica e em diálogo comparado com as reformas recentes aprovadas no Brasil”.