Sex21092018

Falecimento do Professor Paul Singer

Paul SingerFalece o prof. Paul Singer

Foi com grande pesar que o Conselho Deliberativo e a Diretoria do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento receberam a notícia do falecimento do professor Paul Singer, aos 86 anos, dia 16 de abril de 2018, em São Paulo.

  

 

 

Paul Singer. Fonte: Carta Capital

Paul Singer foi professor titular da Universidade de São Paulo. Possuía graduação em Economia e Administração pela Universidade de São Paulo (1959) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1964), orientado por Florestan Fernandes.
 
Cassado pelo AI-5, retornou ao Brasil no final dos anos 70, foi fundador do PT e teve destacada atuação acadêmica e de pesquisador. Era sócio fundador do Centro Celso Furtado e esteve presente no primeiro seminário internacional promovido por esta instituição, na mesa redonda do Processo de Helsinque – Mecanismos Inovadores de Financiamento para o Desenvolvimento, em 2006, publicada no terceiro número de Cadernos do Desenvolvimento.
 
Para Singer: “Só o desenvolvimento é capaz de combater a pobreza. Mas o desenvolvimento capitalista também produz desigualdade e pobreza, especialmente em nível global. Logo, pode o desenvolvimento ser produzido mediante o desenvolvimento externo? O único modo pelo qual a pobreza pode ser erradicada é o desenvolvimento não-capitalista, liderado pelos próprios pobres, objetivando o emprego total e o fornecimento de benefícios sociais. A taxação da especulação não ajudará os mais pobres. As verbas recolhidas não deveriam ser usadas para o desenvolvimento, mas talvez para tratar de crises ecológicas. O desenvolvimento local deveria ficar com os próprios pobres. [...] Temos que inventar um novo enfoque do desenvolvimento, levando em conta tudo quanto aprendemos da história.” (Paul Singer, Cadernos do Desenvolvimento, nº 3, 2007)
 
Foi autor de vários livros e artigos. Listamos os textos do professor Paul Singer disponíveis na Biblioteca Celso Furtado:
 
  • SINGER, Paul. Cristo e o processo revolucionário brasileiro: a conferência do nordeste 50 anos depois (1962-2012). Rio de Janeiro: Mauad, 2012.
  • ______. Uma utopia militante: repensando o socialismo. Petrópolis: Vozes, 1998.
  • ______. Dominação e desigualdade: estrutura de classes e repartição da renda no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. 185 p. 21 x 14 cm. (Col. Estudos Brasileiros, 49). Dedicatória do autor para Celso Furtado.
  • ______. O que é socialismo, hoje. Petrópolis: Vozes, 1980.
  • ______. A crise do "milagre": interpretação crítica da economia brasileira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.
  • ______. Economia política da urbanização. São Paulo: Brasiliense, 1973.
  • ______. Dinâmica populacional e desenvolvimento: o papel do desenvolvimento populacional e desenvolvimento. Prefácio: Cândido Procópio Ferreira de Camargo. São Paulo: CEBRAP, 1970.
 
>Leia também a notícia da Carta Capital:
 
Morre Paul Singer, economista e fundador do PT
 
O economista Paul Singer, fundador do Partido dos Trabalhadores, faleceu na noite da segunda-feira 16, em São Paulo, aos 86 anos. Singer é um dos precursores no Brasil do conceito de economia solidária, uma maneira de fazer com que as atividades econômicas se baseiem na cooperação e autogestão, uma espécie de "socialismo dentro do capitalismo", como definia o próprio Singer.
 
Integrante do grupo de fundadores do PT em 1980, Singer foi um dos responsáveis pelo que o partido teve de mais celebrado em suas quase quatro décadas: a formulação de um programa de desenvolvimento a partir do fortalecimento do mercado interno via distribuição de renda. No campo acadêmico, autor de vários livros didáticos e de pesquisa econômica, tornou-se referência obrigatória para a divulgação do pensamento da esquerda não-marxista.
 
Singer nasceu na Áustria em 1932 e chegou ao Brasil em 1940, fugindo com sua família da perseguição aos judeus na Europa. Fez graduação em economia e doutorado em sociologia na Universidade de São Paulo (USP), onde foi livre docente em demografia e professor titular em economia.
 
Durante a gestão de Luiza Erundina na Prefeitura de São Paulo, no final da década de 80, Singer foi secretário de Planejamento. No governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi um dos precursores do conceito de economia solidária no país, baseada na produção com autogestão, sem patrões e empregados. No governo da ex-presidente Dilma Roussef foi secretário nacional de economia solidária.